Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 14 de agosto de 2012


RESUMO - REFORMA PROTESTANTE E CONTRA-REFORMA

I.              FATORES QUE ORIGINARAM A REFORMA
            A Reforma ocorreu em meio às transformações: Econômicas, Políticas, Sociais, Culturais que assinalaram a passagem da Idade Média para Idade Moderna. A dialética entre esses fatores conduziram a Reforma. Por seu lado, a Reforma iria influenciar reciprocamente todos esses fatores que a originaram.
1.1.        Fator Cultural – Religioso (A Crise da Igreja).
a)    Quebra das Normas Eclesiásticas. Os membros da Alta Hierarquia do Clero viviam luxuosamente, totalmente alheios ao povo
b)   Dispensa dos Votos. O voto de castidade era habitualmente esquecido (O papa Alexandre VI tinha 8 filhos);
c)    Venda de Cargos. Os cargos da Igreja eram vendidos a quem mais pagassem (O papa Leão X recebia uma renda anual equivalente a mais de Um milhão de dólares, fruto da venda de dois mil cargos eclesiásticos).
d)   Venda de Relíquias “Sagradas”. (Objetos supostamente tocados por Cristo, Maria ou Santos). “Erasmo de Rotterdã, diz que as Igrejas da Europa possuíam pedaços de Madeira em quantidade para se construir uma navio”
e)    Indulgências. (Foi abuso que promoveu a maior reação). Trata-se de um documento assinado pelo papa, que absolviam quem os comprasse de alguns pecados cometidos, diminuindo o tempo de sua pena no purgatório.
“Diante da Crise ou a Igreja se Auto-Reformava ou Perderia Fiéis. O Cisma do Oriente e o Cisma do Ocidente; Surgimento das Heresias. Os dois fatos Ocorreram:
 Cisma do Oriente. Durante a Idade Média, o poder da Igreja já havia sido contestado diversas vezes. Em 1054, ocorreu o Cisma do Ocidente, quando os cristãos do Império Bizantino separaram-se da Igreja Católica formando a Igreja Ortodoxa.
Cisma do Ocidente. Entre 1378 e 1417, ocorreu o Cisma do Ocidente, fruto de divisões internas na Igreja que provocaram a eleição de dois papas, um na França e outro em Roma, a solução só seria solucionada após 30 anos
Heresias. Nos séculos XI e XII, surgiram na Europa as Heresias ( Movimentos religiosos que negavam vários princípios do catolicismo) As mais importantes ocorreram na França e ficaram conhecidas por heresias dos Valdenses e heresias dos albigenses, pregavam mudanças nos dogmas da Igreja e distribuições dos bens da Igreja. Foram reprimidos severamente.
            Nos séculos XIV e XV desencadearam mais dois movimentos de contestação, a primeira liderada por John Wyclif, na Inglaterra, e a Segunda comandada por John Huss, na Boêmia, estes são chamados de pré-reformadores.
1.2.        Fator Econômico (Desenvolvimento Comercial)
a)   Interesses da Burguesia Condenados Pela Igreja. A Igreja condenava a Usura e o comércio. Pregava o “preço Justo” na venda das mercadorias, condenando o lucro desmedido. Essas teorias iam de encontro aos interesses da Burguesia, esses se inquietavam de que o comércio contrariava as leis divinas, queriam lucro e se recusam a aceitar as determinações da Igreja. A burguesia em geral buscava uma religião que não interferisse em suas atividades e que, até mesmo, justificasse suas formas de vida.
1.3.        Fator Político (Fortalecimento das Monarquias Nacionais)
            As fronteiras começavam a ser definidas e centralizando-se o poder nas mãos do Rei, o que fazia surgir o sentimento nacionalista que não existia na idade Média. A Igreja possuía terra e propriedades espalhadas por toda a Europa, passou a ser considerada uma potência estrangeira. Lentamente começou-se a se formar uma reação contra as possessões e a arrecadação de impostos pelo clero. Em vários países da Europa crescia o desejo de confiscar os bens da Igreja.
II.            REFORMA NA ALEMANHA
2.1.        Alemanha não centralizada
            Diferentemente de outros países da Europa, a Alemanha não era um Estado centralizado. O chamado Sacro Império Germânico era composto por cerca de 300 Estados. O Imperador só exercia poder de fato nas suas possessões diretas, essa situação possibilitava realizar grandes abusos.
2.2.        Situação Econômica
            A situação do Império também não era boa do ponto de vista econômico. Só havendo comércio no litoral e região sudeste.
            A maior parte da Alemanha era agrária e feudalizada, e a Igreja detinha a propriedade de um terço das terras
2.3.        Descontentamento Geral
            A burguesia contestava contra a arrecadação de tributos.
            A Plebe urbana e os servos ansiavam por se libertar das inúmeras contribuições que pagavam a o clero.
2.4.        Influências no Pensamento doutrinário de Martinho Lutero
            Martinho Lutero foi grandemente influenciado pelo pensamento de Agostinho de Hipona – Predestinação; Salvação somente pela Fé, que era um sinal da predestinação.
            Partindo de Santo Agostinho Lutero constrói a sua própria doutrina rejeitando os dogmas da Igreja Católica.
            A doutrina de Lutero passa a ser interessante a Nobreza Feudal, pois não admitindo a autoridade da Igreja, os bens que a igreja possuía poderiam ser expropriado.
As conseqüências da Reforma Luterana
            Publicação das 95 teses na catedral Witemberg.
            Pequenos Nobres e Camponeses começaram a se revoltarem baseados nos princípios de Lutero



REFORMA NA SUÍÇA
Zwuinglio: iniciador da Reforma
            Embora a situação da suíça fosse diferente da Alemanha foi também propícia para um reforma. O iniciador da reforma foi Ulrico Zwuinglio, que foi leitor das Obras de Lutero e Erasmo de Roterdã.
            As lutas entre protestantes e católicos provocou uma guerra civil e Zwuinglio morreu nesta guerra.
Calvino o teórico que satisfez os interesses da burguesia
Suas teorias diferenciavam das teorias de Lutero.
            Para ele Deus organizou todas as coisas por determinação de sua vontade e atribuiu a cada um uma vocação particular, cujo objetivo era a sua glorificação. Assim o capital, o crédito, os bancos, o comércio seriam desejados por Deus e tão desejáveis como o salário de um trabalhador ou aluguel de uma propriedade. O pagamento de juros seria tão natural quanto o pagamento de uma renda pela utilização de terras.
            Por corresponder aos interesses da burguesia o calvinismo se expandiu para vários países da Europa
REFORMA NA INGLATERRA
            A Inglaterra era um dos países mais desenvolvidos da Europa, entretanto a Igreja Católica, com sua riqueza, poder e influência constituíam um “Estado dentro do Estado”
            O Rompimento da Igreja Inglesa com Roma acontece com o reinado de Henrique VIII, com a questão da sucessão do trono.
CONTRA REFORMA OU REFORMA CATÓLICA
            A contra reforma foi um movimento de reação ao protestantismo e de renovação da Igreja, ameaçada em sua existência pela reforma, pela perda de fiéis e de boa parte de seus bens. Deixou também de receber uma parte considerável de seus tributos. Assim necessitava auto reformar-se ou não sobreviveria, pois precisava, ainda, evitar que outras regiões católicas se tornassem protestante.
            A partir de 1534 os chamados papas reformistas (Paulo III, Paulo IV, Pio V, Xisto IV) começaram a reagir contra os movimentos Protestantes.
Instrumentos da Contra Reforma ou reforma Católica
  1. Concílio de Trento
·        Em 1545 e 1563 foi convocado o concílio de Trento em que se reafirmavam os dogmas, depurou-se a doutrina, proibiu-se a venda de indulgência, decidiu-se funda seminários para educar os padres católicos e exigiu-se grande disciplina do clero.
·        Como instrumento de repressão, o concílio restabeleceu o tribunal da Santa inquisição, criou-se o ÍNDEX, lista de livros cuja leitura era proibida
  1. Companhia de Jesus
·        Em 1534, Inácio de Loyola fundou a companhia de Jesus, organizada sob disciplina militar que veio a se tornar o instrumento mais importante da Contra Reforma.
·        A Obra dos Jesuítas foi particularmente importante no campo da educação, monopolizando o ensino das elites européias, e na catequese dos indígenas das Colônias.
  1. “Santa” Inquisição
·        Utilizou-se de métodos de torturas violentíssimos, interrogavam, julgavam e condenavam os suspeitos de heresias. A santa inquisição foi organizada nos países europeus que se mantinham católicos.


3 comentários:

  1. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens , e falando daquilo que Deus tem feito em sua vida, que a graça e a paz de Jesus continue a ser derramada em sua vida, e o fogo do Espirito Santo continue a usar sua vida.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa dar com seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Meu irmão, muito obrigado pela visita e pelo elogio, com certeza vou ser seguidor do seu blog e gostaria que você também me desse o mesmo prazer de seguir o nosso humilde blog.

    Um grande abraço

    Dirley dos Santo

    ResponderExcluir
  3. A Paz de Cristo, conhecer seu blog alegrou meu coração. Suas mensagens são edificantes para o Corpo de Cristo, e um bálsamo para todos que acessam esse espaço abençoado.
    Como prova do meu amor cristão deixo uma lembrancinha que fiz, espero que goste do acróstico:

    C ultivar uma vida de oração.
    R evigorar-se pela leitura diária da Palavra.
    E star sempre disposto a obedecer a Deus.
    S er uma testemunha fiel no viver e no falar.
    C onsagrar a Deus seu corpo, tempo e talentos.
    E sperar de Deus a orientação para a vida.
    R evestir-se do poder do Espírito Santo.

    Nós precisamos CRESCER na Graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog, deixo o convite.
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. Convido a visitar o blog do irmão J.C. repleto de mensagens abençoadoras; algumas polêmicas, porém ricas de entendimento.

    Acesse:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    ResponderExcluir