Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 8 de outubro de 2013

CRISE E TOTALITARISMO NOS ANOS 20 E 30

1.  UM MUNDO EM CRISE
  Após a Primeira Guerra acreditava-se que seria um período de paz e tranquilidade, porém questões mal resolvidas motivaram ideologias radicais que se apresentaram como solução para as crises econômicas que os países enfrentariam.
  Nos EUA, porém, houve um período de grande prosperidade e euforia, porém acabou sendo freado por uma grave crise no capitalismo, que afetou todos os países do mundo.

2.  A CRISE DO CAPITALISMO EM 1929
Definição:
  Grave Crise do Sistema Capitalista, e do modelo econômico liberal, com origem nos EUA em 1929, e que se propagou pelo mundo na Década de 30.
  A Rússia foi um dos únicos países que se livrou da Crise, pois tinha um modelo econômico diferente do capitalismo, O COMUNISMO.
Quando acontece?
     Acontece após o Declínio do chamado Milagre Econômico. Depois da 1ª Guerra Mundial os EUA, se torna uma potência Hegemônica assim iniciando-se o chamado: “AMERICAN WAY OF LIFE” caracterizado pelo consumismo e pela construção de grandes prédios. Além do progresso econômico, houve neste período uma grande procura por investimento na Bolsa de Valores, pois a valorização das ações foi muito grande, trazendo muitos lucros para os investidores. Porém, no final da década de 20 esta euforia entra em colapso. Foi a chamada Crise de 1929.

FATORES QUE CAUSARAM A CRISE DE 1929.
·        Superprodução agrícola: formou-se um excedente de produção agrícola nos EUA, principalmente de trigo, que não encontrava comprador, interna ou externamente.
·        Diminuição do consumo: a indústria americana cresceu muito; porém, o poder aquisitivo da população não acompanhava esse crescimento. Aumentava o número de indústrias e diminuía o de compradores. Em pouco tempo, várias delas faliram.
·        Livre Mercado: Cada empresário fazia o que queria e ninguém se metia.
·        Quebra da Bolsa de Nova York: De 1920 a 1929, os americanos compraram ações de diversas empresas. De repente o valor das ações começou a cair. Os investidores quiseram vender as ações, mas ninguém queria comprar. Esse quadro desastroso culminou na famosa “Quinta-Feira Negra” (24/10/1929 – dia que a Bolsa sofreu a maior baixa da história).
Consequências da quebra da bolsa de Nova York
ü  Não houve investimentos;
ü  Menos produção nas Empresas;
ü  Demissão em massa;
ü  Desemprego;
ü  Falências de Várias Empresas e Bancos;
ü  Suicídio, mendicância;
ü  Várias bolsas do mundo quebraram;
ü  Menos importação dos EUA de outros países, gerando crises nestes países, inclusive o Brasil, onde o maior importador de café do Brasil era os EUA.
·        Economia Dirigida: Isto é, fim da Liberdade Econômica. Nos EUA o início da Economia Dirigida será implantado por Franklin Delano Roosevelt, adotando o chamado pelo NEW DEAL.
NEW DEAL – Novo Acordo – Foi Fundamentado:
·         Intervenção Estatal na Economia, diferentemente do Liberalismo Econômico.
·         Teve por objetivo o fortalecimento da economia.
·         Fortalecimento do Estado.
·         Protecionismo Alfandegário
·         Controle de Preços
·         Salários e despesas,
·         Controle de Créditos
No Setor Agrícola
·         Estímulos em dinheiro para reduzir a produção

Roosevelt e o New Deal.
·         Sofreu várias oposições dos setores empresarias
·         Este plano foi confundido com Ideias Comunistas
·        Apesar dos problemas o governo conseguiu recuperar a economia dos EUA, que em 1940 alcançou novamente grande influência mundial.

3. O FACISMO (ITALIANO)
O QUE FOI?
     Fenômeno histórico ocorrido na Europa entre 1922 e 1945, que se opuseram às chamadas democracias liberais e ao Regime Socialista Soviético. Influenciou o pensamento político de diversos países.
ONDE SURGIU?
Itália
O QUE SIGNIFICA O NOME FASCISMO?
     Fascismo vem do Latim FASCIO (feixe, união). Era o antigo símbolo do poder imperial romano, formado por um feixe de varas e um machado. Para Mussolini o feixe seria um símbolo da unidade da força e da Justiça.
POR QUE SURGE O FASCISMO?
     O fascismo surge depois Primeira Guerra quando a Itália estava vivendo várias crises econômicas, embora já estivesse do lado dos vencedores do conflito.
     A Itália não recebeu os benefícios que lhes havia prometido, pelo contrário teve perdas enormes.
SITUAÇÃO ECONÔMICA DA ITÁLIA APÓS A PRIMEIRA GUERRA
·         Desemprego
·         Fome
·         Inflação
·         Agitação Política
·         Greves
·         Manifestações que causavam temor nas classes médias e alta
·         Medo de uma revolução socialista.
FUNDAÇÃO DO PARTIDO FASCISTA
·        Benito Mussolini fundou o movimento, que em 1921, tornou-se o partido Nacional Fascista.
·        A ideia de Mussolini era contestar o Socialismo e Resolver a crise Italiana.
·        Acreditava que somente um regime forte que impusesse ordem poderia impor ordem para resolver os problemas da Itália.
·        Os Partidários de Mussolini se utilizaram de ações violentas e progressivas contras seus adversários. O plano de Mussolini era chegar ao governo.
·        Em outubro de 1922 os fascistas invadiram a capital da Itália, Roma, chamada de Marcha sobre Roma. O rei da Itália chama Mussolini para ser primeiro ministro da Itália.
·        Mussolini contava com o apoio de vários setores da sociedade.
·        Em 1925 e 1928, Mussolini conseguiu construir um governo ditatorial acabando com os partidos políticos e a liberdade de Imprensa.
·        Mussolini passa ser chamado de DUCE, (condutor).
·        1929 assinou o tratado de Latrão com o Papa Pio X, reconhecendo o Estado do Vaticano e resolvendo o problema entre a Igreja e o estado.
·        Utilizou-se de todas as formas de comunicação para incutir a Ideologia Fascista na População.

CARACTERÍSTICAS COMUNS DO FASCIMO E NAZISMO
1.  ANTICOMUNISTA: Os fascistas defendiam um regime em que uma elite superior biológica e intelectualmente deveria dominar o mundo. Já os comunistas defendiam a igualdade social entre todas as pessoas;
2.  ANTIDEMOCRÁTICO: Contra as eleições livres, censuravam a imprensa, eliminavam as oposições, os livros incômodos eram queimados, as pessoas que falavam demais eram presas;
3.  TOTALITÁRIO: Obediência total ao Estado, o que o governo quer, todos devem querer;
4.  MILITARISTA: Restauração da indústria bélica, expansionismo territorial (ideologia do espaço vital). Defesa da ordem, disciplina e respeito a autoridade.
5.  CONSERVADOR: Ninguém deve se enganar; o objetivo do fascismo era manter o capitalismo vivo.
* Entretanto dizia que iriam reprimir os maus empresários, combater a ganância dos banqueiros, restaurar o emprego, diminuir a inflação e aumentar os salários;
6. NACIONALISTA: Defesa dos interesses da Pátria e das empresas nacionais;
7. XENOFOBIA: Estrangeiro era visto como inferior ou hostil;
8. RACISMO (anti-semita): Mito da superioridade da raça ariana, povos não europeus eram desprezíveis, judeus foram transformados em bode expiatório. A Raça branca e de olhos azuis eram superiores a quaisquer outros povos, as minorias deveriam ser exterminadas, pois poderiam contaminar a raça Ariana.
9. CULTO AO LÍDER: Veneração cega; “você não precisa pensar, Hitler ou Mussolini fazem isso por você”.
10. IRRACIONALISTA: Raciocínio e dialogo democrático eram vistos como fraqueza: os fortes se impõem pelo instinto e pela violência.
11. MISTICISMO: Hitler e diversos nazistas eram adeptos do misticismo oriental. Acreditavam em astrologia, ocultismo, numerologia e alquimia. A própria suástica é um símbolo místico.
12. PARTIDO ÚNICO: Uma característica marcante do Fascismo e Nazismo é o partido único, não permitem de forma alguma qualquer outro partido que possa contestar o regime totalitarista fascista.
13. EXPANSIONISMO: O Fascismo assim como o Nazismo tem também por característica o expansionismo territorial (Ideia de espaço Vital) e também a ideia de propagar sua ideologia. Colocou a Itália e a Alemanha na Guerra.
14. MOBILIZAÇÃO DAS MASSAS: Se vê muito esta questão nos discursos de Hitler. Os Líderes Fascistas são grandes oradores.
15. ANIQUILAÇÃO DOS OPOSITORES: Os Fascistas são extremamente intolerantes com aqueles que são opositores a sua Ideologia.
16. PROPAGANDA E CONTROLE DAS INFORMAÇÕES: Uma das características dos Fascistas era o grande marketing e a utilização da Mídia para fazer propaganda de sua ideologia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário